64ª SBPC

A 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que ocorrerá de 22 a 27 de julho de 2012, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís/MA, terá como tema central “Ciência, Cultura e Saberes Tradicionais para Enfrentar a Pobreza”. Trata-se de um dos maiores eventos científicos do País.

Realizada desde 1948, com a participação de autoridades, gestores do sistema nacional de ciência e tecnologia (C&T) e representantes de sociedades científicas, a Reunião é um importante meio de difusão dos avanços da ciência nas diversas áreas do conhecimento e um fórum de debates de políticas públicas em C&T.

A programação científica é composta por conferências, simpósios, mesas-redondas, encontros, sessões especiais, minicursos e sessões de pôsteres para apresentação de trabalhos científicos. Também são realizados diversos eventos paralelos, como a SBPC Jovem (programação voltada para estudantes do ensino básico), da ExpoT&C  (mostra de ciência e tecnologia) e da SBPC Cultural (atividades artísticas regionais).

A cada ano, a Reunião Anual da SBPC é realizada em um estado brasileiro diferente, sempre em uma universidade pública. O evento reúne milhares de pessoas, entre cientistas, professores e estudantes de todos os níveis, profissionais liberais e demais interessados. Em todas as edições, o público circulante tem sido superior a 10 mil pessoas. Algumas ações desenvolvidas:

Instalação interativa que utiliza-se de uma projeção no piso, em uma área de 4m de diâmetro, onde 8 visitantes devem se posicionar estratégicamente sobre a projeção afim de ativar 1 dos 10 vídeos com temas relacionados ao planeta. 
Criação de ambiente interativo para que o público possa interagir utilizando gestos ou o corpo para criar árvores digitalmente. 
6 displays multi touch de 42 polegadas; Aplicativo com recursos multi touch de áudio, vídeo, textos, gráficos e animações; 
Criação de vinhetas para blocos; Animações utilizando a estrutura cenográfica; Fundos personalizados de acordo com a identidade visual adotada; Inserção de apresentações dos palestrantes; Exibição de vídeos dos institutos e/ou afins na tela central; 
6 bicicletas foram transformadas em geradores de energia limpa. Conforme os visitantes iam interagindo com as bicicletas, instantaneamente efeitos visuais eram ativados na tela* posicionada em frente a eles. De acordo com a quantidade/velocidade dos movimentos, os usuários viam no painel a quantidade de energia por ele produzido até o momento. Respeitando a individualidade, eram somadas as pedaladas afim de quando chegasse a um determinado número, um vídeo era disparado com uma mensagem educativa sobre sustentabilidade usando os 400 anos de São Luís como reforço visual. 
Através de latas de spray reais, sem tinta, mas munida de sensores especiais, permitiam ao usuário fazer grafites virtuais em paredes digitais de 2m X 1m. Além de vivenciarem essa experiência única, os visitantes podiam enviar suas obras de arte por e-mail.